Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Educação
Ensino superior público é aposta forte
    25-09-2018
    O ensino superior público chegou em força a Vila Nova de Famalicão com a oferta dos novos cursos Técnicos Superiores Profissionais (TESP) lecionados pelo Instituto Politécnico de Bragança (IPB) e pelo Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA). Acompanhando a tendência atual que se verifica no país, com o número de alunos inscritos nestes cursos a aumentar 40 por cento em dois anos, Vila Nova de Famalicão disponibiliza, neste ano letivo, dez cursos ampliando consideravelmente a oferta em relação ao ano passado em que eram lecionados apenas três cursos.

    Ao IPB e ao IPCA junta-se ainda a Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (CESPU) que lança, este ano, dois novos TESP’s, Bioanalises e Controlo; e Manutenção e Controlo de Equipamentos Biomédicos, mantendo a oferta de Gerontologia; e Bem Estar e Termalismo. Depois de ter iniciado com Comunicação Digital no início de 2018, o IPB lança agora os cursos de Administração e Negócios; Tecnologia Alimentar; e Análises Químicas e Biológicas. Por sua vez, o IPCA disponibiliza formação nas áreas de Design de Moda; e Exportação e Logística.

    Refira-se que o IPB está a funcionar nas instalações da Didáxis de Vale S. Cosme e o IPCA nas instalações do Citeve.

    Ao todo, estes dez TESP’s têm capacidade para oferecer formação a cerca de 200 estudantes, sendo que neste momento, estão já inscritos mais de 100 alunos. Os TESP’s são cursos de Formação superior, com a duração de 4 semestres letivos, correspondente a dois anos, que vieram substituir os Cursos de Especialização Tecnológica. Este ciclo de estudos superiores confere Diploma de “Técnico Superior Profissional”, de Nível 5, e dão acesso a uma Licenciatura no ensino superior politécnico sem a realização das provas de ingresso (exames nacionais) permitindo ainda a obtenção de competências técnicas e profissionais fundamentais para uma rápida entrada no mercado de trabalho. Os alunos podem beneficiar das bolsas de estudo, à semelhança do que acontece nas licenciaturas.

    Para acederem a estas formações os candidatos têm de possuir o curso secundário ou habilitação legalmente equivalente; tenha sido aprovado nas provas especialmente adequadas para maiores de 23 anos; sejam titulares de um diploma de especialização tecnológica ou de técnico superior profissional; ou sejam titulares de um grau de ensino superior que pretendam a sua requalificação profissional.
    Até 30 de setembro está a decorrer a segunda fase de candidaturas e até 14 de dezembro decorre a terceira fase.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
2411 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2018 | handmade by brainhouse