O SEU LUGAR
Educação

Biblioteca Municipal e Associação EDUPA criam parceria

10-05-2021
Consubstanciada nas linhas de orientação definidas pelo Plano Local de Leitura de Vila Nova de Famalicão, a Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco estabeleceu uma parceria com a EDUPA – Associação para o Desenvolvimento Pessoal, para o desenvolvimento do projeto “Conversas que contam”.
Este projeto de leitura, que pretende contribuir para a autoformação pessoal e social dos participantes, consiste na realização de ações informativas dirigidas a pais, educadores e profissionais da área da educação e psicologia, as quais têm por base o recurso ao livro infantil como forma de abordar temas mais complexos junto das crianças.
Muitos especialistas consideram que os bons livros infantis (que exploram tanto o texto como as ilustrações) são o recurso perfeito para aproximar adultos e crianças a algumas questões mais sensíveis do dia-a-dia.
Nestas sessões, que decorrerão no formato de uma conversa orientada pela Biblioteca Municipal e pela EDUPA, mas que pressupõem a intervenção de todos os participantes, os livros servirão de mote para pais e professores apresentarem aos mais pequenos, de uma forma lúdica e não simplista, temáticas como os medos, a perda, a adoção, o divórcio, os sentimentos, entre outros.
As ações informativas irão realizar-se mensalmente, na segunda sexta-feira de cada mês, e terão sempre temáticas diferentes e sugestivas.
A primeira sessão será realizada em formato online, via Zoom, e terá lugar já no próximo dia 14 de maio, pelas 18h30. Com o tema “As novas famílias” pretende-se associar esta primeira sessão às comemorações do Dia Internacional da Família.
Para aceder à sessão basta, no dia, aceder ao seguinte link (clique aqui) ou aceder ao ID da reunião: 916 4148 8864 / Senha de acesso: 373340. As sessões são gratuitas.
A EDUPA- Associação para o Desenvolvimento Pessoal é uma associação local que tem como principal objetivo desenvolver atividades de desenvolvimento pessoal dirigidas, preferencialmente, a crianças e jovens em idade escolar e projetos de educação integral com educadores (pais e/ou professores), com vista ao desenvolvimento das suas competências pessoais, inteligência emocional e autoconhecimento
10402 leituras